Mania de Esmalte

Pilulas da Beleza – Saiba tudo sobre Nutricosmeticos os suplementos que trabalham de dentro para fora

Pilulas da Beleza – Saiba tudo sobre Nutricosméticos os suplementos que trabalham de dentro para fora

Suplementos para a pele e cabelos nunca estiveram tão em alta, e a ciência tem uma palavrinha para dar sobre esse assunto

Você não precisa estar em busca do elixir da juventude para desejar uma pele mais bonita, e a boa notícia é que nunca as propostas para alcançar esse sonho foram tão numerosas. Cremes, tratamentos, dietas… Somos bombardeadas por tantas informações que fica até difícil distinguir o que pode, de fato, nos ajudar nessa missão do blá-blá-blá publicitário.

A última onda? Comer o tratamento. Literalmente.

Não, não estamos dizendo para você tomar o seu hidratante como iogurte no café da manhã. O assunto aqui é a próxima geração de suplementos que promete “alimentar” pele e cabelo de dentro para fora, administrando proteínas e vitaminas diretamente na corrente sanguínea.

Você já escutou isso, mas, agora, a ciência respalda a promessa com argumentos bem convincentes. O negócio dos nutricosméticos está em plena expansão e deve movimentar cerca de US$ 10 bilhões em todo o mundo nos próximos quatro anos. Tanto investimento tem um objetivo: provar para você que a próxima tendência de skin-care não é difícil de engolir.

suplementos que trabalham de dentro para fora

COLÁGENO, O QUERIDINHO

Vamos começar com o mais icônico dos salvadores da pele: o colágeno, que é a proteína mágica responsável por manter a firmeza. A ação do tempo, implacável, diminui a produção natural do corpo a partir dos 20 anos.

Ele é um ingrediente chave em muitos produtos tópicos, mas a ciência ainda não deu certeza sobre a habilidade de penetração que ele possui na pele, o que se torna a deixa perfeita para o surgimento das bebidas turbinadas com a proteína, sob a promessa de que ingerir colágeno, em vez de aplicá-lo, de resultados mais eficazes.

Os cientistas já colocaram isso à prova. “Nossas pesquisas mostram que você pode aumentar as matrizes de colágeno [as estruturas que o compõem] em 10% em 12 semanas usando essa nova abordagem”, diz Stephen Schwartz, fundador do laboratório de pesquisa cosmética independente IRSI, dos Estados Unidos. “Embora possa parecer uma melhora mínima, é suficiente para dar uma sustentação para a pele. Em termos leigos, 10% a menos seria a diferença que você vê no espelho depois de um voo de longa distância.” Os participantes do estudo ingeriram 500 mg de colágeno por dia e tiveram uma redução de linhas de expressão, de rugas (13,2%) e também do ressecamento (76%), principal causa dos sinais da idade.

O TEMPO É IMPLACÁVEL: O CORPO DIMINUI A PRODUÇÃO NATURAL DE COLÁGENO A PARTIR DOS 20 ANOS

Tem mais: uma pesquisa divulgada pela revista Skin Pharmacology and Physiology (EUA) monitorou 100 mulheres que tomaram doses de 2,5g de péptidos de colágeno hidrolisado – que possui moléculas parcialmente quebradas, mais fáceis de serem absorvidas. O uso diário durante oito semanas proporcionou uma redução de 20% na profundidade das rugas ao redor dos olhos. Oito semanas mais tarde, os resultados persistiram.

PESQUISAS MOSTRAM QUE COLÁGENO HIDROLISADO TAMBÉM AJUDA A REDUZIR A CELULITE

E essa não é a única vantagem da ingestão da proteína. Outro artigo, publicado no Journal of Medicinal Food (EUA), também endossa os benefícios do colágeno hidrolisado afirmando que ele ajuda a reduzir a celulite, já que pode reabastecer o tecido conjuntivo dérmico danificado, cuja quebra causa os furinhos. De bônus, um outro estudo ainda mostra que a proteína pode acelerar o tempo de recuperação muscular pós exercício.

COMBINAÇÕES PODEROSAS

Combinar colágeno com outros ingredientes anti envelhecimento tem sido a aposta dos cientistas. Um novo estudo do Journal of Medicinal Food (EUA) analisou a ação da proteína somada à da astaxantina, um antioxidante encontrado em algas e frutos do mar cor-de-rosa que fornece uma barreira contra os raios UV. A combinação dos dois poderosos suplementos (0,75g de colágeno hidrolizado enzimático el mg de astaxantina) melhorou a elasticidade, além de suprimir enzimas que degradam o colágeno e a elastina em 60% e 77%, respectivamente. Resumindo: diga “olá” para uma pele mais firme.

HÁ MÉDICOS QUE DEFENDEM SUPLEMENTOS APENAS APÓS UMA COMPROVAÇÃO DE DEFICIÊNCIA NUTRICIONAL

Mas não é só de colágeno que você precisa para uma pele perfeita. Há outros aliados nessa história. O ácido hialurónico, encontrado naturalmente no corpo, ajuda a reparar tecidos, promove o aumento do colágeno e mantém as células hidratadas. Infelizmente, a exemplo da proteina, a produção espontânea pelo organismo também diminui com a idade e é vulnerável a estressores ambientais, como a poluição. Mais uma vez, a ajuda está à mão: uma pesquisa da Toho University (Japão) descobriu que ingerir de 120 a 240 mg de ácido hialurônico ao dia pode hidratar a pele de dentro para fora, reduzindo a perda de água e aumentando a umidade entre as células.

Pilulas da Beleza

SOMENTE O NECESSÁRIO

No entanto o entusiasmo com o colágeno não é o mesmo com o ácido hialurônico. “Ele é muito eficaz por via tópica, justamente porque se quebra rapidamente no organismo. Não se sabe se a ingestão trará os mesmos benefícios pois não temos muitas evidências no momento”, diz Stephen.

Enquanto um número grande de pesquisas apontam para a eficácia de ao menos alguns nutracêuticos, nem todos os profissionais estão convencidos. Muitos médicos, inclusive, defendem que a suplementação deve vir somente após uma comprovação de deficiência nutricional, como explica Adriano Loyola, médico assessor do Departamento de Cosmiatria da Sociedade Brasileira de Dermatologia, de Goiânia (GO): “Seguir uma alimentação equilibrada, que vá fornecer os nutrientes também para a pele, é o método mais recomendado para evitar doenças e prevenir o envelhecimento. Mas, quem faz dieta para perder peso, por exemplo, pode notar enfraquecimento das unhas e queda de cabelo, o que indica alteração no quadro nutritivo. Aí, sim, o uso dos nutricosméticos é recomendado”.

DIFÍCIL DE ENGOLIR

A parte complicada é que a ciência não nos diz quanto de frutas e vegetais devemos comer para produzirmos o colágeno, vitamina C ou ácido hialurônico necessários para uma pele, cabelo e unhas jovens. Uma das maiores fontes de colágeno é pé de galinha, mas, para ingerir 500 mg por dia (a exemplo do estudo citado acima), você precisaria comer ao menos 25 pés (!). Por esse motivo, Stephen sugere as cápsulas aliadas a uma alimentação sem restrições.

VICIA, DOUTOR?

O dermatologista Adriano Loyola esclarece as dúvidas mais frequentes sobre as pilulas de beleza

Nutricosmético, afinal, é remédio?

Não. “Mas funciona como coadjuvante no tratamento de doenças ou problemas decorrentes do envelhecimento”, explica Adriano.

Então nem preciso ir ao médico e pegar receita?

Não para receita mas para orientação. “Em excesso, OS nutricosméticos podem causar efeitos contrários, como acne e ganho de peso.” Sem contar que ha contraindicações – gestantes e lactantes, pessoas com alergia a algum componente da fórmula e em caso de doenças renais cronicas, hipertensão ou diabetes.

Posso parar de passar o meu creme noturno?

Nada disso. O ideal é aliar.

E meu corpo pode viciar e parar de produzir os nutrientes naturalmente?

Não. “Até porque o indicado é intercalar: usar durante um período, descansar e depois retomar O uso, para não ter excesso da proteína”. aconselha Adriano. O médico saberá indicar o melhor para você.

Fonte: Revista Womens Health Maio 2018 –  Por Ciça e Charlote Haigh Macnell

Julia

Meu nome é Julia, Mãe, Empreendedora e acima de tudo Mulher, já passei dos 30 e adoro o universo feminino.

1 comment

Categorias