Mania de Esmalte
como tratar ansiedade

7 dicas para controlar a ansiedade

7 dicas para controlar a ansiedade

Esse transtorno não é um problema novo, mas fatores como a rotina cada vez mais intensa, cotidiano mais corrido, pressão profissional, fobias e privações sociais potencializam a desordem mental. Para você ter uma ideia, de acordo com dados da Organização Mundial da Saúde, cerca de 33% da população sofre de ansiedade e o brasileiro está entre os primeiros países da lista. Com tanta incidência, o transtorno já é considerado a terceira principal causa de afastamento do trabalho.

Mas afinal, do que estamos falando?

Sinônimo de angústia, a ansiedade é um sentimento natural que qualquer pessoa pode sofrer ao se deparar com situações difíceis, como antes de uma reunião de trabalho, uma prova, etc. O perigo, como em quase tudo na vida, está no excesso, que faz o sentimento passar de normal a um distúrbio e necessitar atenção e tratamento.

Geralmente, quem sofre com esse transtorno apresenta sintomas de medo e preocupação extremos, não apenas em situações difíceis de lidar, como também em momentos simples. E, além de sofrer com sintomas, isso começa a atrapalhar suas atividades diárias, sua vida pessoal e profissional, já que fica complicado controlar.

Não existe uma causa única que provoque a ansiedade, mas algumas tendem a sofrer mais com esse transtorno do que outras. E isso se deve a alguns fatores como:

  • Histórico na família
  • Ter passado por eventos traumáticos
  • Forma de encarar as situações cotidianas
  • Alguma doença física, como: problemas cardíacos, hormonais, respiratórios, dores crônicas, uso excessivo de álcool, drogas ou medicações.

Como saber se tenho transtorno de Ansiedade?

Entretanto, não tente descobrir sozinho a causa do seu transtorno. Fique atento aos sintomas abaixo e, se necessário, procure um profissional para se orientar sobre o que está passando e sentindo.

  • Nervosismo ou tensão constantes
  • Sentimento de que coisas ruins vão acontecer
  • Dificuldade de concentração
  • Medo persistente
  • Pensamento descontrolado e dificuldade para esquecer o motivo da tensão
  • Alteração no sono
  • Irritabilidade
  • Agitação ou tremores de pernas, braços, ou outras regiões do corpo
  • Aperto ou dor no peito e aumento no batimento cardíaco
  • Falta de ar ou respiração ofegante
  • Suor excessivo
  • Sentimento de cansaço ou fraqueza
  • Boca seca
  • Pés e mãos suados ou frios
  • Náusea
  • Tensão nos músculos
  • Dor de barriga

E como controlar a ansiedade?

Os motivos que levam ao transtorno são diversos, logo cada caso é diferente do outro e requer um tipo de tratamento específico. Normalmente, pensa-se logo em tratamento farmacológico, com uso de ansiolíticos, porém nem sempre isso é necessário.

Existem algumas alternativas para tentar controlar, ou mesmo amenizar os sintomas desse distúrbio:

Tomar suco de maracujá ou chá de camomila

Não é lenda! Eles têm poderoso poder calmante e o maracujá, em especial, possui propriedades ansiolíticas.

Ter uma alimentação saudável

Aminoácidos e vitaminas ajudam na produção de serotonina, hormônio que regula o humor. Outro alimento importante é a alface, que relaxa os músculos e o sistema nervoso.

Tomar um banho morno para relaxar o corpo

Receber uma massagem relaxante

Fazer exercícios físicos regularmente

Exercitar o corpo estimula a produção de endorfina, o neurotransmissor que relaxa e aumenta o bem estar.

Traçar apenas metas a curto prazo

Não é fraqueza, é estratégia! Atingir uma meta dá sensação de autorrealização extremamente benéfica para saúde do corpo e da mente. O sentimento faz o organismo produzir mais dopamina, o neurotransmissor associado aos sentimentos de motivação e prazer.

Manter vínculos emocionais

Fechando nossa lista e o “quarteto da felicidade” (dos neurotransmissores: serotonina, endorfina, dopamina e oxitocina) vínculos afetivos, relações saudáveis e demonstrações de afeto ajudam na produção de oxitocina, aumentando as sensações de bem estar, confiança e segurança.

Pessoas com pouca afetividade e relacionamentos complicados tendem a apresentar desordens emocionais, como ansiedade.

Julia

Meu nome é Julia, Mãe, Esteticista, Empreendedora e acima de tudo Mulher, já passei dos 30 e adoro o universo feminino.

1 comment

Categorias